21 jan 2022
Acesso box self storage

Como e quantas vezes posso acessar meu box self storage?

Como e quantas vezes posso acessar meu box self storage? Saiba os horários de funcionamento do local e por que é tão seguro.

16 dez 2021
Gestão de estoque

5 dicas para melhorar a gestão de estoque do seu negócio

Se existe algo que pode dar bastante dor de cabeça para os responsáveis por um negócio é a gestão de estoque.

Deixar o produto muito tempo parado pode danificá-lo, ter produtos estocados em excesso traz problemas, assim como lidar com escassez de produtos também gera dificuldades. Enfim, são muitos pontos para prestar atenção.

Pensando nisso, nós separamos cinco dicas para melhorar a gestão de estoque do seu negócio.

Índice

1. Priorize os seus produtos

2. Faça uma contagem

3. Mantenha os olhos abertos nos fornecedores

4. Tenha um processo consistente de estocagem

5. Use algum software de gerenciamento

Priorize os seus produtos

Priorize os seus produtos

O primeiro ponto, e um dos mais importantes, é dividir o seu estoque em categorias de produtos. É aqui que é bastante recomendada a utilização da chamada curva ABC. Mas você pode escolher qualquer forma de categorização que desejar.

Em suma, a curva ABC é um método de classificação muito simples, mas bastante eficiente. Ele basicamente busca compreender quais os produtos que geram mais impacto, seja de modo positivo ou negativo, para um negócio.

Um exemplo seria classificar da seguinte forma:

Os produtos que causam o maior retorno para a empresa devem ser classificados como produtos de categoria A, os que proporcionam um retorno menor estão na Categoria C e os de retorno mediano na Categoria B.

Existem vários critérios que podem ser usados nessa classificação. Mas o que realmente importa é estabelecer uma organização mínima nas prioridades do estoque.

Faça uma contagem

Fazer uma checagem frequente da quantidade de produtos que você tem disponível é uma atitude simples, mas que faz uma diferença absurda na organização.

Com o número em mãos, será possível compreender se está havendo uma superprodução, se há produtos antigos que necessitam de despacho, se o número é compatível com a demanda e várias outras informações relevantes, além de garantir que nenhum produto tenha sido roubado ou se perdido em algum momento da produção ou do levantamento.

Leia também: 5 dicas para melhorar a logística do seu negócio.

Mantenha os olhos abertos nos fornecedores

Seus fornecedores são aqueles que possuem interferência direta em toda a dinâmica da sua organização, o que obrigatoriamente inclui a dinâmica do seu estoque.

Por isso, esteja sempre atento aos seus colaboradores. Se eles atrasam muito as entregas, ou se até mesmo deixam de cumprir com sua parte, é preciso ter uma conversa séria.

Se o problema não for resolvido, troque de fornecedor.

Aproveite para saber 5 vantagens de investir em um e-commerce.

Tenha um processo consistente de estocagem

estocagem

Aqui estamos falando de uma padronização. É muito comum que as empresas de pequeno ou médio porte recebam todas as mercadorias de qualquer maneira, e só joguem os produtos no estoque.

Isso é um erro comum, mas que deve ser corrigido imediatamente. É preciso que tudo seja padronizado, que existam locais determinados para cada produto, que se faça a checagem da quantidade, e que tudo seja organizado da maneira mais eficiente possível.

Você precisará fazer uma análise séria de todos os aspectos de venda e estocagem atuais, para que a melhor forma seja alcançada.

Use algum software de gerenciamento

software de gerenciamento

 

Esse é um ponto mais adequado para empresas de menor porte. Como a quantidade de produtos pode não ser tão alta, às vezes os gerentes fazem tudo anotando em simples planilhas ou algo do tipo.

Isso pode até funcionar com demandas pequenas, mas é bastante trabalhoso para negócios mais complexos, principalmente quando comparado ao uso de softwares específicos de gerenciamento de estoque.

Os sistemas informatizados entregam dados importantes, e conseguem ajudar significativamente na organização.

Gerenciar um estoque pode dar certo trabalho, mas se feito corretamente, traz melhorias visíveis para a empresa, tanto em receita, quanto em fluidez para os processos de trabalho.

Se você quer saber mais sobre gestão de estoque e outros assuntos semelhantes, acompanhe o blog da Estoque Bem. E se quer entender melhor a solução de armazenamento self storage, comece fazendo um orçamento simplificado em nosso site.

11 dez 2021
Armazenar produtos self storage

Self Storage pode ser usado para armazenar produtos?

Seja por uma necessidade do seu negócio, ou por necessidade pessoal, a falta de espaço não precisa ser um problema em sua vida. Para quem busca uma solução prática, o Self Storage tem feito grande diferença. Mas, afinal, pode ser usado para armazenar produtos?

Claro que sim! Entenda melhor neste artigo.

Primeiro, entenda como o self storage surgiu

Origem Self Storage

Embora venha ganhando popularidade no Brasil apenas nos últimos anos, esse conceito de armazenamento já é bastante antigo. O Self Storage surgiu nos Estados Unidos, ainda na década de 60, e chegou aqui nos meados da década de 90.

Esse tipo de armazém costuma ser dividido em boxes, que podem ser alugados tanto por pessoas físicas, quanto jurídicas.

Quem utiliza self storage?

Costumam ser muito utilizado por quem não tem espaço em casa para acomodar móveis e bens pessoais, como também por pessoas que possuem algum tipo de negócio, loja virtual, ou por prestadores de serviços e lojas físicas pequenas, que não contam com locais apropriados de depósito.

Leia também: Onde armazenar o estoque de eletrônicos da sua loja com segurança?

Por que self storage é prático?

É uma solução para quem busca praticidade, uma vez que não terá que lidar com toda aquela burocracia de um aluguel de um imóvel, por exemplo. Além de ser bem mais barato, pois não tem despesa com conta de luz ou de água.

Outra vantagem é que os seus pertences estarão seguros. A chave ficará em posse apenas do locatário, sendo ele o único com acesso ao seu box.

Quais produtos são permitidos nesse armazenamento?

Armazenar produtos self storage

Uma dúvida muito comum na hora de fechar um contrato de aluguel temporário de um Self Storage é sobre o que pode ou não armazenar no box.

Para a pessoa física, ele é uma solução para quem não tem espaço em casa e não seja se desfazer dos seus pertences que não sabem no imóvel ou estão sem utilidade.

No Self Storage, ela poderá guardar móveis, roupas e itens pessoais, como álbuns de fotografia, livros, itens decorativos, entre outros.

Aproveite para saber também: 4 benefícios de um minidepósito.

Já as pessoas jurídicas, ou até mesmo os profissionais liberais, costumam utilizar essa solução para armazenar os seus produtos, sejam eles de estoque para venda ou itens considerados obsoletos. Essa solução de armazenamento pode até melhorar a rotina como representante comercial.

Além disso, muitas empresas também costumam contratar esse serviço de armazenagem para guardar documentos importantes, que costumam ocupar muito espaço no escritório.

Aliás, Saiba como guardar documentos fiscais com segurança.

O que é proibido armazenar?

Embora seja bastante rápido, e prático, alugar um box de Self Storage, é preciso ressaltar que nem tudo é permitido. Antes de tomar essa decisão, a pessoa deve se informar sobre quais são os tipos de objetos que não podem ser armazenados, isso deve estar especificado em contrato.

Geralmente itens considerados ilegais não devem ser armazenados. Isso inclui entorpecentes, armas, principalmente se elas não tiverem licença, e produtos considerados de contrabando (pirataria e sem nota fiscal).

Também não são permitidos manter em confinamento seres vivos, como animais e plantas. A mesma regra vale para alimentos perecíveis e produtos químicos, tóxicos, corrosivos, inflamáveis e explosivos.

Nesses casos, a pessoa deverá procurar locais que sejam apropriados para esses tipos de armazenagens, conforme determina a legislação.

Ainda tem alguma dúvida a respeito sobre quais são os produtos que podem, ou não, ser armazenados? Entre em contato conosco. Visite o nosso site e faça um orçamento simplificado para ter uma ideia da praticidade.

26 nov 2021
Não empilhar itens

Excesso de coisas que ocupam espaço em casa: o que fazer? Veja 5 dicas

Nem sempre é fácil lidar com problemas de armazenamento e eliminar o excesso de coisas que ocupam espaço pela casa. Veja estas sugestões.

13 nov 2021
Itens para guardar em box

Itens para guardar em um box de self storage

Uma dúvida simples de responder, porém muito comum, é: quais itens eu posso guardar em um Box Self Storage?

E a resposta costuma surpreender, pois a variedade de objetos que você pode armazenar em self storage é bastante ampla: equipamento esportivo, documentos, instrumentos musicais, decoração de Natal, arquivos de família, mobília, material de reforma, produtos cosméticos, estoque de eletrônicos, coleções dos mais diversos itens e muito mais.

Ufa! Viu só? A verdade é que hoje as pessoas têm necessidades e estilos de vida diferentes, mas a demanda por espaço é um problema comum no mundo globalizado. Até porque custa caro e é difícil encontrar um lugar para deixar suas coisas.

Aproveite para entender definitivamente quais são os itens para guardar em um box.

Índice

1. Primeiro, o que é um Box Self Storage?

2. Um box é seguro?

3. 4 itens para guardar em um box self de storage
3.1 Móveis e pequenos objetos
3.2 Equipamento esportivo
3.3 Documentos
3.4 Mercadorias de loja

3.5 O que não guardar em um box self storage

Primeiro, o que é um Box Self Storage?

Conteiner

O box é um tipo de contêiner para armazenamento, o termo self storage significa “auto-armazenamento”. Na prática funciona assim: você procura uma empresa que organizar esses boxes, escolhe o tamanho que você precisa, faz a locação pelo período necessário e pronto.

Depois de armazenados, você pode acessar seu box quantas vezes quiser, a chave do cadeado fica em sua posse e você pode acessar em qualquer horário dentro do funcionamento da empresa.

Um box é seguro?

Self storage é seguro
Self storage é seguro? Veja 3 dúvidas comuns sobre self storage e suas respostas

Sim. Nos boxes você pode armazenar o que precisa, depois trancar o box e ficar com a chave. O local possui monitoramento 24h por câmera e algumas vezes possui sala de recepção e espaço coworking.

O tamanho dos boxes varia, para que cada cliente escolhe de acordo com sua necessidade.

4 itens para guardar em um box self de storage

1. Móveis e pequenos objetos

Móveis e objetos pessoais

Caso você esteja sem espaço, vai reformar sua casa ou então simplesmente quer tirar alguns móveis de casa, isso é possível com o box self storage.

É permitido guardar todo tipo de mobília, como: cama, armários, tapetes, espelhos, etc. Além disso, seus objetos pessoais são bem-vindos, por quanto tempo for necessário, sejam roupas, acessórios ou aparelhos eletrônicos.

2. Equipamento esportivo

Equipamento esportivo

Como sabemos, algumas práticas esportivas implicam o uso equipamentos que ocupam bastante espaço e nem sempre é viável guardá-los em um apartamento.

Além disso, são materiais sensíveis e alguns custam muito caro, por isso não podem ser armazenados de qualquer forma. Para guardar esse tipo de item, um box de self storage supre muito bem, tanto pela comodidade, quanto pela segurança do que fica armazenado no box.

3. Documentos

Documentos

Nem todas as pessoas são totalmente organizadas, e podem acabar perdendo documentos importantes.

Outras demandas são aquelas das empresas que precisam conservar um grande volume de documentos em razão das suas atividades. De fato, o acúmulo pode ocasionar problemas de espaço ou mesmo deteriorar os documentos.

Para essas situações, seja de pessoas físicas ou jurídicas, vale a pena alugar box self storage, afinal reúne segurança, espaço adequado e acessibilidade por um custo acessível.

Quer entender melhor? Faça um orçamento simplificado de armazenamento self storage!

4. Mercadorias de loja

 

Armazenamento mercadorias

Nem sempre uma empresa possui tamanho suficiente em seu espaço físico para armazenar toda sua mercadoria.

Nestes casos, o box self storage é essencial para que nenhum produto se danifique e se possa contar com total segurança de armazenamento.

O tipo de produtos variam muito, podem ser mercadorias para lojas de roupas, de materiais de construção, lojas têxtil, etc.

Agora que conhece o que pode ser guardado em um box self storage precisa saber que também existem algumas regras sobre o que não pode ser guardado nesses locais.

Leia também: Onde armazenar o estoque de eletrônicos da sua loja com segurança?

O que não guardar em um box self storage

É claro que existem restrições, afinal é preciso preservar toda a estrutura de armazenamento e alguns itens podem oferecer riscos.

Portanto, plantas, medicamentos e alimentos não podem ser armazenados, aliás nada que seja perecível. Vale lembrar que são produtos que necessitam de condições específicas de armazenamento, que não são oferecidas pelo self storage.

E então? Ficou fácil entender quais são os itens para guardar em um box, não é? Se sobrou alguma dúvida, entre em contato conosco ou faça um orçamento simplificado o quanto antes.

27 out 2021
Guardar acervo da família

Saiba como guardar o acervo da família e quais cuidados ter

É comum que as famílias guardem lembranças e alguns tipos de documentos, incluindo cartas, fotografias, cadernos ou mesmo objetos de valor histórico para o grupo, tudo isso constitui o acervo da família. E, se tem importância, precisa ser guardado com cuidado, pois conta a trajetória de um jeito único e particular.

Naturalmente, são memórias afetivas com valor especial, um tipo de tesouro para zelar. Então, veja como cuidar e guardar esse material com praticidade e segurança.

Como fazer o manuseio correto do acervo da família?

Como fazer o manuseio correto do seu acervo familiar

Para manter preservado o acervo dos registros e objetos do acervo familiar são necessários alguns cuidados no manuseio. Essas precauções evitam prejuízos à estrutura de itens como da fotografias, por exemplo, que são documentos delicados e trazem muitas memórias afetivas da família. Veja os cuidados a seguir.

Lavar bem as mãos

Dessa forma, você elimina quaisquer resquícios de alimentos ou sujeira acumulada. O uso de luvas de látex também pode ajudar na sua proteção e do documento.

Retirar elementos metálicos de fotos e documentos

São materiais como clipes e grampos: a ferrugem, ao longo do tempo, acaba prejudicando os documentos, causando manchas e corrosões.

Não utilizar fitas adesivas

Elas podem causar rasgos, em caso de remoção, além de atrair insetos.

Fazer anotações apenas com lápis

A tinta das canetas mancha o documento com o passar do tempo.

Usar as duas mãos segurar com apoio papéis e volumes maiores

O apoio com as duas mãos em documentos maiores evita rasgos ou deformidades nas páginas.

Não comer ou beber qualquer coisa no momento do manuseio

Manusear documentos e/ou objetos antigos é uma tarefa que prioriza a limpeza, por isso alimentos e bebidas são grandes ameaças à integridade do seu acervo familiar, já que podem molhar ou manchar os materiais.

Leia também: Como enfeitar a casa em datas comemorativas.

Guarde o acervo familiar em local adequado

Guardar em local adequado
Boxes de armazenamento self storage – segurança e praticidade

Depois de realizar a separação de cada elemento do seu acervo de família, será preciso escolher bem o local para guardá-lo, garantindo a conservação e proteção dos objetos e documento, que se desgastam com a passagem do tempo.

Papéis

Os papéis devem ser guardados em envelopes e caixas feitos de materiais de baixa acidez, vendidos em lojas especializas. Há também a possibilidade de guardar em caixas de metais.

Fotografias e documentos

No caso de fotografias e documentos, é essencial que sejam guardados em álbuns, envelopes, caixas que facilitem o movimento no manuseio.

Jornais e recortes

Jornais e recortes devem ser conservados em envelopes separados para evitar as manchas.

Cuidados na higienização

Manuseio acervo da família

Ao higienizar, utilize flanelas secas ou aspiradores e não aplique álcool diretamente nos materiais.

Catalogar os itens

Faça o catálogo do seu acervo para saber quais materiais possui.

Fazer digitalização

A digitalização dos documentos e fotografias garante a preservação dos originais, visto que os arquivos digitais podem ser acessados sempre que precisar e sem oferecer riscos no manuseio.

Conte com um Self Storage para guardar o acervo da família

Self Storage para acervo da família

Ainda que você tome todos os cuidados necessários no manuseio e limpeza do acervo da sua família, escolher o local ideal para o armazenamento é um fator importantíssimo para garantir a integridade de cada material.

Por isso, a locação de espaços temporários na modalidade self storage é uma solução inteligente para quem precisa desse espaço para guardar seus “tesouros” com praticidade, segurança e livre dos desgastes.

Entenda melhor sobre conveniência e flexibilidade do self storage.

Além da garantia de segurança no armazenamento, o seu acervo recebe toda a proteção para afastar umidade, presença de insetos e qualquer tipo de prejuízo.

E então? Vai conseguir por em prática essas orientações para guardar o acervo da família? Se ainda tem dúvidas, acesse outros conteúdos como este em nosso blog. Quer entender melhor os custos do serviço self storage? Faça um orçamento simplificado em nosso site!

22 out 2021
Investir em sala de reunião

Por que investir em uma sala de reunião?

Todo mundo que empreende sabe que de vez em quando é necessário encontrar os clientes ou parceiros para alinhar expectativas. Por isso, investir em uma sala de reunião pode ser uma boa alternativa para tornar os encontros mais práticos e eficientes.

Mesmo no contexto de crise sanitária, vez por outra pode surgir essa necessidade e a tendência é aumentar com a retomada das atividades econômicas.

Hoje é possível encontrar salas de reunião para alugar, ou espaços especificamente elaborados para atividades de trabalho, como é o caso dos espaços coworking com salas de reunião. Entenda mais as vantagens dessa escolha.

Seriedade e profissionalismo

Investir em uma sala de reunião é transmitir uma ideia de seriedade e profissionalismo. Isso porque são espaços voltados para diferentes negociação, independentemente do segmento de mercado. Além disso, são úteis para fechar contratos e fazer pequenas apresentações de projetos.

Salas próprias para reunião acabam sendo um reflexo dos valores do seu negócio e são repassados ao clientes ou parceiros.

Leia também: Self storage com espaço coworking: como funciona?

Caso opte pelo aluguel de um espaço, lembre-se da máxima “menos é mais” e não exagere. Nem tão minimalista, nem tão sofisticado. Cuide para que o local tenha referências da sua empresa, como banners, logotipos ou quadros, que causem boa impressão.

Outros ponto é o conforto e a organização do espaço, além de ser funcional, limpa e equipada. Tudo isso favorece a mensagem de seriedade e profissionalismo.

Otimização de processos

Otimizar fluxo de trabalho

Além de receber possíveis clientes e fornecedores, uma sala de reunião pode funcionar para a capacitação de funcionários e, com isso, otimizar processos de trabalho.

Se o locar tiver internet funcionando e espaço para todos os usuários, assim como alguns equipamentos, projetores ou quadros, pode funcionar perfeitamente breves treinamentos e alinhamento de processos entre os colaboradores.

Satisfação do cliente

Bem estar do cliente

Caso a ideia seja receber clientes diretamente, investir em uma sala de reunião vai fazer com que eles se sintam bem, o que aumenta as chances de fechar um bom negócio.

Lembre-se que é importante que todos sintam-se bem para manter o foco sobre o que interessa: o tema daquele encontro.

Agora que você já entende melhor a importância de um espaço adequado, pode considerar o investimento em uma sala de reunião. Aproveite para acessar o nosso site e conhecer a infraestrutura do self storage Estoque Bem, nossos produtos e serviços.

19 out 2021
Itens coleção

Confira 3 dicas de organização para colecionadores

Embora a atividade de colecionar seja prazerosa, o processo de organização exige esforço e dedicação dos colecionadores. Sendo assim, toda ajuda nessa tarefa é bem-vinda, não é mesmo?

Neste artigo, vamos apontar três dicas que podem ajudar a ordenar objetos de coleção, afinal ter tudo organizado favorece a preservação dos objetos, evita desgastes e facilita que se localizem as peças.

1. Armazene as peças da coleção em local adequado

Armazenar coleção em local adequado

Como sabemos, objetos de colecionadores podem variar muito. Há quem colecione máquinas fotográficas, cartuchos de games, móveis antigos, instrumentos musicais, itens decorativos de porcelana, equipamentos eletrônicos, entre outros tantos objetos. Isso significa que podem ser peças muito delicadas, sensíveis a qualquer impacto, à umidade ou poeira.

Por isso, embora os itens de coleção variem, a necessidade de um armazenamento cuidadoso não muda. Ou seja, tão importante quanto reunir as peças é protegê-las, no entanto nem sempre todo mundo dispõe de espaço adequado para isso.

Leia também: 4 benefícios de um minideposito.

Nesse sentido, o serviço de self storage é uma solução inteligente de armazenamento. Isso porque os boxes têm tamanhos variados, com capacidade de comportar os mais diversos tipos de objeto.

Além disso, são espaços livres de poeira excessiva, de umidade e de insetos, com segurança 24h e monitoramento por câmeras e sem trânsito de pessoas.

2. Faça um inventário

Fazer inventário de coleção

Em geral, as coleções podem ser grandes ou pequenas. Mesmo que uma coleção ainda esteja no início, o melhor é manter um controle dos itens e o inventário é uma forma de fazer isso.

O inventário da coleção funciona como um inventário de estoque, ou seja, é uma lista realizada pelo colecionador descrevendo tudo aqui que faz parte da coleção e mais alguns detalhes.

Aliás, a identificação e classificação dos objetos pode seguir as melhores práticas de um inventário de estoque. Assim, a organização fica mais confiável e depois pode ser criada uma rotina para identificar e classificar periodicamente.

Leia também: 3 dúvidas comuns sobre self storage e suas respostas.

Ademais, ao realizar o inventário, fica mais fácil de entender quais são os itens iguais ou similares e também facilita a aquisição de novas peças.

Já sobre o formato do inventário, existem opções que podem ser mais ou menos adequadas de acordo com o volume e complexidade da coleção. Alguns formatos são:

  • planilha;
  • fotografia;
  • etiqueta;
  • caderno.

3. Mantenha apenas itens necessários à coleção

 

Instrumentos musicais

Com o passar do tempo, a coleção cresce e os itens se acumulam. Sendo assim, uma prática que facilita a organização é, de tempos em tempos, separar tudo aquilo que não deseja manter e, então, vender ou doar.

Isso significa revisitar a coleção, o que pode ser feito com alguma frequência, principalmente se estiver em self storage, pois o acesso é facilitado e os boxes podem ser abertos pelo locatório quantas vezes for necessário, de segunda à sexta-feira, em horário comercial.

Gostou das três dicas? Se você guardar objetos com esse propósito, ou conhece alguém que faça isso, essas dicas simples de organização para colecionadores podem fazer diferença. E se está procurando um lugar para organizar a sua coleção, acesse o nosso site e faça um orçamento simplificado de self storage.

Guarda Volumes, Móveis e Documentos - Self Storage - Aluguel de Box