Morar em um espaço pequeno pode ser desafiador, mas com organização e criatividade fica prático e até divertido. Com algumas simples ideias para organizar espaços pequenos é possível tornar qualquer ambiente funcional.

Para ajudar você a dar esse toque de conforto ao local, selecionamos três cômodos diferentes e, para cada um deles, pensamos em formas de organização. Vamos lá, organizar espaços pequenos não é difícil!

1. Para sala: medir espaços e evitar mobília apoiada ao chão

Aqui é importante não encher com tantos objetos, como costuma acontecer se a sala for grande.

O sofá, móvel essencial neste cômodo, precisa ter um tamanho compatível, para não ocupar muito espaço. Se ele for encostado à parede, tire as medidas da parede antes de escolher o sofá. E troque um sofá grande e volumoso por um pequeno e sequinho, se for possível.

Além disso, considere ter apenas um sofá, em vez de um conjunto. Se for preciso ter mais assentos, outras soluções são: cadeiras, almofadas, tapetes e pufs. Tudo isso pode servir e ainda podem ser recolhidos, deixando espaço livre para transitar depois.

A TV também deve ser de um tamanho menor, para não ficar desproporcional e até afetar seu conforto visual. Além disso, ter um painel na parede é melhor do que um móvel por baixo.

Outra boa opção é apostar em prateleiras, que fiquem presas à parede e não ocupem espaço no chão. Nelas você apoia desde livros, até jarros e plantinhas, que dão uma cara fresca ao ambiente.

2. Para o quarto: guardar dentro e pendurar

quarto

É sempre bom reorganizar o dormitório, independente do tamanho. Escolher móveis com espelho embutido ou fixar o espelho na parede são opções mais práticas.

A cama-baú está em alta e é uma excelente opção, já que permite guardar uma infinidade de coisas, desde sapatos a roupas de estação fria. É o tipo de escolha que otimiza o espaço.

Ou ideia que pode funcionar é afixar cabides nas paredes, onde podem ser penduradas bolsas, roupas ou toalhas. Vale a pena para objetos de uso contínuo, que não fiquem lá pendurados para sempre.

Para quem gosta de ter uma TV no quarto, vale a mesma lógica da sala: colocar um suporte direto na parede, evitando a necessidade de um móvel para esta finalidade.

3. Para a cozinha: apostar em ganchos e separar objetos por frequência de uso

Cozinha

No caso da cozinha, o importante é utilizar todo o espaço disponível. É possível usar os armários e os espaços em cima deles, se não for ajustado ao teto.

Objetos que não são usados com tanta frequência podem ficar em cima, assim como potes específicos e embalagens de tamanho maior.

Grandes caixas de equipamentos devem ser descartadas, pois só ocupam espaço e não têm utilidade imediata.

Além disso, usar as paredes é importante, seja para ganchos ou prateleiras. Já nas gavetas, tente usar todo o espaço. Se a gaveta for profunda, empilhe objetos que se ajustem bem. Para objetos pequenos, reúna tudo numa caixa e use outra por cima.

Boxes de self storage: seu cômodo fora de casa

As boxes de self storage podem ser contratadas como espaço extra e, sendo assim, devem ser vistas como uma extensão da sua casa. No entanto, a ideia é guardar aquilo que compromete o uso do seu espaço físico em casa.

As boxes têm uma excelente relação de custo-benefício e podem ser acessadas por você em quase todos os dias da semana, no horário comercial.

Pessoas que estão de mudança, noivos que recebem presentes de casamento, profissionais que revendem produtos e até indivíduos que praticam atividades esportivas com grandes equipamentos, ou mesmo praticantes de marcenaria, optam por boxes de armazenamento para seus objetos.

Deu aquela curiosidade para conhecer melhor essa alternativa moderna de guardar coisas? Então, vá além de aprender a organizar espaços pequenos: acesse nosso site e saiba mais! Percebeu que precisa de um box? Solicite um orçamento sem compromisso agora!